domingo, 20 de fevereiro de 2011


...Eterno é o Batuque no terreiro da minha vida,
e depois que eu tombar pode chamar o meu filho...

Nenhum comentário: