sábado, 27 de julho de 2013

Mapa colaborativo de cineclubes baianos é lançado na internet




O projeto Quilombo In Cena lança, nesta sexta-feira, o Mapa Colaborativo dos Cineclubes da Bahia. A ferramenta, utilizada através da internet no endereço http://quilomboincena.tk, ficará disponível para que cada cineclube baiano realize seu cadastro, respondendo a um formulário com dados básicos e relatos da experiência desenvolvida em cada comunidade. A partir do endereço fornecido no formulário, a localização do cineclube é marcada e associada a fotos ou vídeos produzidos pelos cineclubistas.

Para este trabalho, financiado pelo Fundo de Cultura da Bahia, o projeto conta ainda com a parceria do Conselho Nacional de Cineclubes (CNC), da União de Cineclubes da Bahia (UCCBA), da Casa do Boneco de Itacaré, Rede Mocambos e da empresa de tecnologia 3Ecologias . “A divulgação será feita também através de listas de discussão e fóruns cineclubistas. Queremos reforçar o caráter colaborativo do processo com a participação direta dos cineclubistas na construção do mapa”, informa Thaís Brito, responsável por esta etapa do projeto.
Fórum Baiano de Cinema Comunitário
Além de permitir uma visualização da distribuição geográfica e do funcionamento dos cineclubes baianos, o processo do mapeamento também é uma etapa da mobilização para o Fórum Baiano de Cinema Comunitário, que acontecerá entre 29 de outubro e 03 de novembro, na comunidade quilombola de Lagoa Santa, em Ituberá (BA). O Fórum reunirá representantes de cineclubes e outras experiências comunitárias na área do cinema para cumprir uma programação de discussões organizada a partir dos eixos: Produção - caminhos e possibilidades para desenvolvimento e difusão do cinema negro em comunidades; e Distribuição e acesso – desafios e perspectivas do acesso de comunidades rurais ao cinema brasileiro e ao cinema negro.
No turno oposto às atividades do Fórum será realizada a Mostra Audiovisual Quilombo In Cena, com a exibição de filmes documentários, curtas e longa metragens focados em conteúdos étnicos raciais. Cada filme será debatido com a participação de mestres e mestras da cultura popular e lideranças comunitárias e quilombolas de todo o país.
A proposta é fortalecer os cineclubes para ampliar o acesso ao cinema por comunidades rurais, especialmente as que são remanescentes de quilombos. De acordo com Say Malta, que coordena o projeto, “o fortalecimento da rede de cineclubes e outras experiências de cinema comunitário em comunidades rurais e periféricas é fundamental para a democratização do acesso. Essas localidades e seus moradores estão excluídos dos circuitos comerciais de produção e distribuição” O projeto distribuirá também um kit e um catálogo de filmes com recorte étnico-racial, propondo o enfrentamento da visão fragmentada, inferiorizada e invisibilizada do negro em relação à sua história e identidade afro brasileira e africana.

Serviço
Mapeamento Colaborativo de Cineclubes da Bahia
Say Adinkra (Coordenadora Quilombo Incena) saynoitescomsol@gmail.com / 73.9133.4104
Thaís Brito (Mapeamento Cineclubista) taisoueu@gmail.com 71.9178.9778


Nenhum comentário: